terça-feira, 1 de abril de 2014

Ok mestres! hora de planejar a sessão, a aventura e a campanha!

Eae! Eae! Salve, Salve pessoal! Yarles Silva aque de volta para vocês e vamos planejar o RPG?
 Beleza, para começar todo mundo tem um jeito de planejar a sessão. Tem gente que não planeja nada e só improvisa, tem gente que se vale das boas e velhas tabelas de encontros aleatórios, tem gente que anota os acontecimentos mais importantes da sessão e improvisa o resto, tem gente que faz um resumo do que vai acontecer, tem gente que além da história faz desenhos, inprimi imagens, mapas, textos em élfico...etc, tem gente que escreve praticamente um livro do que vai acontecer e tem o mestre a La Tony Stark: é aquele que é rico pra caramba e faz tanta coisa pra sessão que até monstro de verdade arruma(!).
 Todos os meios descritos estão certos. E o mestre não precisa necessariamente se prender a um, pode ser que na primeira sessão de um grupo você planeje bem pouco, e mais a frente quando o grupo enfrentar o lorde das trevas malignas do mal, você planeje com mais afinco e faça ate o mapa do castelo do vilão.

 Agora vamos voltar a alguns dos fundamentos básicos do mestre: Aventura e campanha..
 Aventura é uma historia curta (uma, duas ou três sessões geralmente), com um objetivo geralmente bem definido, tipo: a aventura consiste em matar um dragão, a aventura consiste em resgatar um parceiro. Ela não precisa ser só isso, podem ter outros desafios no decorrer dela para ficar mais divertida.
 Uma campanha é um conjunto de aventuras com um objetivo maior. Harry Potter se fosse um RPG por exemplo, cada filme seria uma aventura e o conjunto seria uma campanha.
 Quando o mestre resolve não mestrar apenas aventuras sem ligação uma com a outra e resolve juntar tudo numa campanha, prepare-se amigo é hora de um épico.
 Beleza, você já sabe planejar uma sessão de jogo, e já sabe o que é uma campanha, agora é hora de apreender a planeja-las.
. uma aventura em primeiro lugar tem que ter um objetivo. Ex: derrotar um monstro que esta assolando um vilarejo.
. em segundo lugar. Os jogadores tem que ter um motivo para entrar na aventura. Ex: a galera do vilarejo pode contratar o grupo pra dar cabo do monstro.
. desafios. N~]ao ponha só um desafio contra os jogadores. Vai que o monstro tem servos que descem a porrada por ele?
. desafios 2. Um desafio não é necessariamente um combate. Pode ser uma armadilha, um labirinto... etc.
.Recompensa. além de dinheiro o grupo poderia achar bons itens ao derrotar o monstro. Lembre-se de colocar sempre uma ou duas recompensas por aventura.
Campanhas
 Geralmente, pelo fato de uma campanha ser um conjunto de aventuras, boa parte delas tem que ter ligação uma com a outra.
 Vamos pegar o exemplo do mostro do vilarejo de novo e mostrar como transformar ele numa campanha:
“após derrotar o monstro, ele proferiu suas ultimas palavras: seus tolos... o meu mestre... virá assim mesmo.”
 Isso chama-se gancho. Quando você da uma pista que pode levar a uma outra aventura.
 “ao retornar a vila, para pegar a recompensa, o grupo perguntou aos moradores locais se sabiam algo mais do monstro. Os moradores apontaram então para um vale ao sul, e disseram que ele veio de La.”
 Perfeito! A próxima aventura pode ser uma investigação no vale. O caminho até lá pode ser tortuoso e haver um ou outro animal espreitando na escuridão. Sabe o que ia ser uma sacada melhor ainda? O grupo descobrir que no vale existe um covil abandonado a pouco tempo. E este covil sugere ser de um necromante muito famoso. Se o grupo encontrasse os planos dele, de quem sabe destruir a capital. Você já teria uma terceira aventura. E agora chegamos a uma importante lição para se usar numa campanha.
 “O grupo arregalou os olhos. Se aqueles papéis estivessem certos, o necromante iria destruir a capital. E o pior de tudo, boa parte dos seus entes queridos moravam lá.”

 Envolva a história dos personagens no jogo! Coloque em risco os npcs que eles amam, use e abuse do storyboard dos personagens. Uma dica muito importante é só planejar uma campanha ou aventura depois de saber da história dos personagens dos jogadores. Ah, e cuidado, não se foque apenas em um personagem se não a aventura pode perder a graça.
 Bem galera. Espero que tenham gostado. Ah, e para os que leram Rebeliâo negra Part.1 (para os que não leram eu disponibilizei o link para download algumas postagens atrás), não se preocupem, seu humilde servo aqui já está digitando o segundo livro da franquia ^^. Fiquem com deus e Fika a dika!

Um comentário:

  1. Muito massa mano, como sempre esses post muito bons e informativos, aconselho a todos que leiam e se lembrem ( ou aprendam ) como um mestre pensa ^^

    ResponderExcluir